Conheça as principais lesões causadas pela prática do vôlei

A seleção brasileira feminina de Vôlei do Brasil está dando um show e vencendo diversas partidas, um ótimo sinal para a chegada das olimpíadas de Tóquio em 2020. Apesar do sucesso, algumas partidas são marcadas pela ausência de algumas jogadoras, como aconteceu com a ponteira Natália, que está sendo poupada pelo técnico para se recuperar de um estiramento  que sofreu na panturrilha. 

Como em qualquer esporte, a prática do Vôlei pode causar lesões nos atletas, mas alguns cuidados ajudam a minimizar os danos e riscos inerentes à atividade. Com isso em mente, listamos algumas das lesões mais comuns. Confira!

Lesões 

Grande parte das lesões ocasionadas pela prática do Vôlei estão relacionadas à sobrecarga de saltos e agachamentos frequentes sofrida pelos atletas. Entre elas, dores nas costas, lesões em ombros, mãos e joelhos estão entre as mais comuns. 

Lombalgia ou dor na coluna lombar 

Causada por uma grande carga explosiva nos saltos,  durante o ataque, com solicitação dos músculos e ligamentos paravertebrais, sendo a queixa mais comum em atletas que praticam o Vôlei;

Lesões no ombro

Inflamações na região do manguito rotador, um grupo de tendões que estabilizam a articulação de forma dinâmica, são as mais comuns durante a prática do esporte. Eventualmente, podem ocorrer lesões capsulares, artrite e luxação na articulação da clavícula.

Lesões nas mãos

O trauma direto e o estresse causado pela bola pode causar várias lesões nas mãos dos atletas. Entre as mais comuns, estão as luxações, rupturas de ligamentos e tendões, fraturas das falanges e metacarpos.

Lesões no joelho

Esforço repetitivo em saltos e grande quantidade de força aplicada nessa articulação são os dois motivos que mais causam lesões nos joelhos de atletas. Tendinite patelar (joelho do saltador), entorses com  ruptura do ligamento cruzado anterior e/ou colaterais estão entre as lesões mais comuns.

Lesões no tornozelo

Entorses dos tornozelos, tendinites de calcâneo, dores no médio-pé por sobrecarga dos metatarsos, são as lesões mais comuns nessa modalidade esportiva, pelos saltos e aterrissagens frequentes.

O uso de órteses protetoras (joelheiras, bandagens funcionais), aliadas ao condicionamento físico adequado são medidas para minimizar a incidência e gravidade dessas lesões.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×