Saiba mais sobre as fraturas de ombro

A fratura da parte mais alta do osso do braço, chamada também de fratura do úmero proximal, é a terceira fratura mais comum da região do ombro. Ela pode acometer diferentes partes do osso e pode acontecer também a luxação da cabeça do úmero. Em pacientes mais jovens as fraturas de ombro são causadas por conta de quedas e acidentes de carro, moto e bicicleta. Já nos pacientes acima de 60 anos elas são causadas por conta de traumas e quedas mais triviais em detrimento da fraqueza óssea, como a osteoporose. Na maioria dos casos, o osso quebrado não rompe a pele que fica sobre o local da fratura.

A fratura do ombro causa hematoma no braço e no tórax do lado do braço ferido, dor local importante e dificuldade na movimentação do braço. Em 80% dos casos o tratamento desse tipo de fratura consiste em colocar o braço lesado em uma tipoia até que o osso fique suficientemente consolidado para permitir o movimento do ombro. É o chamado tratamento conservador. Já os outros 20% dos casos as fraturas são mais graves (deslocadas) e devem ser tratadas cirurgicamente. Esse procedimento pode envolver a fixação dos fragmentos de fratura por vários meios.

Próteses também podem ser indicadas para pacientes mais velhos. Nestes casos um implante metálico substituirá a cabeça do úmero. A fisioterapia geralmente é usada para ajudar a pessoa a recuperar as funções do braço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×