A obesidade e o impacto na coluna vertebral

A informação de que a obesidade gera impactos negativos como o desenvolvimento de diabetes tipo 2, doenças do coração, pressão alta, artrite, apneia e derrame é muito difundida. No entanto, pouco se fala sobre dos impactos da doença na coluna vertebral. O sobrepeso é um dos fatores fortemente relacionados à dor na coluna e artrose em articulações que suportam o peso, como quadris, joelhos, tornozelos e articulações dos pés.

A coluna vertebral é projetada para transportar o peso do corpo e distribuir de maneira equilibrada durante o repouso e as atividades. Quando há excesso de peso , a coluna é forçada a assimilar a carga, o que pode levar ao comprometimento estrutural, lesões agudas ou degenerativas.

A região da coluna vertebral que é mais vulnerável aos efeitos da obesidade é a parte inferior da lombar e por isso pessoas acima do peso sofrem com dores nesta região.
Dores musculoesqueléticas e especificamente, dor nas costas, são prevalentes na maioria dos obesos.

A fim de compensar o peso extra, a coluna vertebral pode ficar inclinada e estressada de forma desequilibrada.
Para evitar estes impactos, o estímulo a prática esportiva e a alimentação saudável são fundamentais. Desde cedo, as crianças devem ser orientadas sobre a importância da prática esportiva diária. O hábito contribuirá para que sintam necessidade do esporte durante toda a vida. A falta de exercício pode levar a rigidez da coluna, além de músculos fracos nas costas, pelve e coxas. Recomenda-se a perda de peso, a fim de diminuir a pressão na lombar, melhorar a locomoção e promover a saúde global do paciente.

Dr. Marcelo Horta Petrillo , especialista em coluna, relata que existem vários fatores relacionados às dores na coluna, alguns não podem ser modificados (idade, genética) e outros modificáveis (peso, massa muscular, equilíbrio da coluna, postura correta durante atividades, etc) devemos ter sempre o foco nestes fatores modificáveis, um deles é a obesidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *