Você sabe o que é luxação patelar?

A instabilidade patelar é uma das patologias que envolvem a articulação patelo-femoral. A luxação da patela (osso móvel na frente do joelho) pode acontecer em joelhos anatomicamente normais, em decorrência de um traumatismo mais importante, ou de forma banal, mais comum nos joelhos que apresentam alterações anatômicas que predispõem a patela a sair do lugar. Dentre essas alterações morfológicas, as que mais observamos são: arquitetura óssea do fêmur (displasia), patela muito alta ou inclinada lateralmente, frouxidão cápsulo-ligamentar, joelho valgo e desequilíbrio muscular. A luxação banal da patela é mais comum em mulheres jovens, enquanto a traumática ocorre em qualquer indivíduo exposto ao risco de entorse.

No momento que ocorre a luxação, há dor intensa e limitante no joelho, com  grande desconforto. Neste momento a patela pode voltar sozinha para o lugar (redução espontânea) ou não. Quando não se reduz, observamos uma deformidade bem visível e dramática. Quem presta o primeiro socorro deve ajudar o paciente a relaxar o membro e esticar o joelho devagar, o que deve favorecer a redução. Caso não consiga, proteja o membro e procure um serviço de urgência. É comum que os movimentos também fiquem bem limitados pela lesão e que a pessoa fique incapaz de andar. No entanto, nem sempre a dor na patela pode significar de fato uma luxação patelar completa. Em alguns casos, pode ocorrer uma subluxação, em que a patela não sai totalmente de seu lugar ou ainda, somente um desequilíbrio articular, que ocasione uma instabilidade mais leve dessa articulação.

Depois da redução, a região deverá ser imobilizada temporariamente com a perna esticada. Após o tempo de imobilização, que será definido geralmente por um ortopedista, há uma segunda parte do tratamento, a reabilitação, que envolve reforço da musculatura e treinos de flexibilidade e resistência, por meio de exercícios físicos e fisioterapia ortopédica. O tratamento pode durar meses, dependendo da gravidade e risco de cada caso. Em alguns pacientes, dependendo das lesões encontradas e do grau da instabilidade, pode ser necessário uma intervenção cirúrgica.

A prevenção da luxação patelar envolve um trabalho de fortalecimento muscular global. É importante enfatizar que não é possível recuperar totalmente a articulação sem fortalecer a musculatura. Além disso, após a primeira vez que a patela saiu do lugar, há um risco do problema se tornar recorrente (luxação recidivante da patela), devido a lesão de uma estrutura importante no joelho, o ligamento femoro-patelar medial. Nunca deixe de avaliar o seu joelho com um especialista, caso sofra um traumatismo.

 

Deixe uma resposta para Hermes Dagoberto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×