Conheça os traumas ortopédicos causados pelos acidentes com moto

Acidentes de trânsito são muito comuns, não só no Brasil como no mundo. Porém, alguns veículos são mais vulneráveis que outros e como consequência mais sujeitos a riscos. Esse é o caso das motocicletas. O motociclista deve saber dirigir com prudência e não realizar práticas arriscadas, a fim de evitar acidentes. Erros e imprudência dos próprios motociclistas são as principais causas dos acidentes fatais envolvendo motos.

Pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) constata que 40% dos acidentes com motocicletas são provocados por quedas; 17% por colisão frontal; 28% por choque lateral; e 1% colisão traseira. Entre os atropelamentos, em 9% dos casos o paciente é o motociclista e, em 5%, o pedestre.

Os traumatismos mais comumente tratados pelo ortopedista no caso de acidentes envolvendo motos, são os ferimentos (escoriações) e as fraturas nos membros inferiores, principalmente fraturas expostas da tíbia, fraturas no fêmur e no pé. Geralmente, devido à alta velocidade, os acidentes os pacientes apresentam múltiplas lesões.

Como dicas de prevenção, é importante destacar o foco no trânsito, não usar o celular enquanto estiver pilotando, respeitar a velocidade da via e tomar cuidado com vias mal sinalizadas. Lembre-se de que quem guia o veículo deve pensar em si, nos outros motoristas e nos pedestres – só assim guiará com responsabilidade.

1 comentários em “Conheça os traumas ortopédicos causados pelos acidentes com moto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×