Como os corredores podem prevenir lesões

É cada vez maior o número de pessoas, atletas ou não, adeptas da prática da corrida. Os benefícios desses exercícios físicos são inquestionáveis, mas a prevenção de lesões deve ser sempre valorizada. Estima-se que seis milhões de brasileiros pratiquem corridas regularmente, o que deve representar mais de dois milhões de lesões por ano.

O joelho recebe grande carga durante a corrida e qualquer indivíduo que não estiver devidamente preparado pode apresentar problemas nesta articulação. A principal causa para o aparecimento de lesões é o erro no treinamento, com volume de corrida acima da capacidade física momentânea do atleta. As lesões mais comuns são as tendinites, bursites, condropatias e fraturas por estresse.

O principal sintoma é a dor, mas podemos observar também inchaço e crepitações. Dores assimétricas e edemas que aumentam com as corridas podem ser indicativos de lesões. É importante salientar que a dor é um sinal de alerta, um indicativo de agressão ao organismo. Se for mascarada por uma automedicação pode levar a lesões irreversíveis e potencialmente graves.

Dicas de prevenção são sempre necessárias. A mais importante delas é procurar um educador físico para uma boa assessoria, após uma avaliação médica ortopédica e cardiológica. Também é importante lembrar que o erro mais comum que a maioria dos atletas comete: correr sem uma estrutura muscular adequada. Se o objetivo é um aumento de performance para participar de corridas mais longas ou intensas é indispensável fazer um reforço muscular específico, preferencialmente em academias ou estúdios especializados. E nunca negligenciar a dor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×